Loading...
Estão a fazer as malas!
A pergunta mais frequente tem sido: estão muito ansiosos? Não percebo o que querem dizer com isso, nem para onde é que eles vão. Vejo papéis a acumularem-se em cima da mesa que não posso roer. É porque devem ser importantes.
Vejo um amontoado de coisas estranhas no quarto proibido. E as malas. As malas eu conheço. Às vezes vão com elas sem mim. Mas voltam quase logo. Fazemos as pazes.

Ultimamente, andam os dois a falar muito ao meu ouvido, ainda mais festinhas, dizem que um amiguito fica aqui e que vêm já, já. Começo a duvidar.

O sofá é grande e, tantas vezes, metade chega para os três. Estamos sempre juntos. É assim que deve ser. Gosto quando vamos passear e da liberdade. De carro, estrada fora, sem hora marcada. A pé, à descoberta, com encontros felizes.

Eu conheço-os. Para dizerem que vão a dois, é porque querem descobrir um mundo lá mais longe, confuso para mim e que voltam já, já. Eu sei que voltam e fazemos as pazes. Mas que meio ano não demore muito. Eu estarei, como sempre, à espera.

Por onde andamos